Maison

Retreat Vive a Tua Luz.

A Inês entrou na minha vida na faculdade, há muitos anos atrás. Não vamos dizer quantos. Existem aqueles casos em que vais mudando de grupo de amigos mas neste caso não foi isso que aconteceu. A Inês fez parte do meu núcleo próximo desde o primeiro minuto e desde aí que percebo que ela é um ser especial.

Aquele sorriso rasgado, a gargalhada que nunca fez questão de controlar, as suas roupas exóticas, os locais especiais onde nos levava a almoçar no seu aniversário sempre temático. Aquela paixão pela Ásia … conheci o mundo através dos olhos da Nexi.

Quando ela foi diagnosticada com doença de Graves, uma doença autoimune que afeta a tiroide, todos nós conseguimos ver os efeitos que a doença estava a ter nela. Para mim não era algo novo já que sofro de doença de Hashimoto desde os 18 anos, uma doença também ela autoimune que afeta a tiroide mas que está no polo aposto.

Infelizmente o caso da Inês surgiu de forma aguda e os medicamentos que teve de tomar alteraram todo o seu corpo, a sua vida e a sua autoestima. E, contrariamente ao que todos os médicos diziam, a Inês acreditou que tinha as respostas para a sua doença e essa resposta não passava por encher o seu corpo de medicamentos que estavam a inflamavam ainda mais.

Estudou, procurou respostas e teve a força física e mental para superar a doença através de uma vida saudável e alimentação plant based. E hoje, ela é a Inês que outrora conhecemos.

Durante o processo ela deixou o seu trabalho como Diretora de Marketing numa empresa alimentar em Londres para abraçar o seu propósito: guiar-nos na descoberta de nós próprios para que, independemente do que façamos, possamos viver a nossa luz. 

Sabe mais sobre a Inês aqui.

DSC_8975

DSC_9368.jpg

Para mim a doença de Hashiomoto nunca teve grande impacto na minha vida para além da minha rotina diária de medicação e os exames de controlo da doença que tenho de fazer de seis em seis meses. Achei eu… a doença de Hashimoto é conhecida por nos dotar de um metabolismo lento que nos faz viver numa luta constante com o aumento de peso, unhas fracas, dores nos músculos e nas articulações, perda de cabelo, ansiedade, depressão, infertilidade, entre outros problemas incríveis.

Quando tive a coragem para falar com os meus amigos sobre os meus ataques de pânico, a Inês foi talvez das pessoas que melhor compreendeu o que eu estava a passar. A doença de Graves causa imensa ansiedade, tremores, ataques de pânico… portanto, ela sabia exatamente o que eu estava a sentir.

DSC_8871.jpg

DSC_8832.jpg

Quando ela criou o ‘Vive a Tua Luz – Retiro de Um Dia’ em setembro, onde estiveram presentes mais de 50 mulheres de todo o país, foi um orgulho para mim poder ajudá-la e estar perto de tudo o que ela tinha para compartilhar. E … meu Deus, aquelas mulheres mostraram-me que eu não estou sozinha.

Senti-me tão realizada e ao mesmo tempo tão vazia ao ouvir algumas das histórias … Porque é que somos tão más para nós mesmas? Como podemos deixar que as nossas mentes e as nossas inseguranças nos vençam? Como é que mulheres tão bonitas se esquecem disso e se deixam levar pela ansiedade acabando por desistir dos seus sonhos? 

Mas naquele dia estávamos juntas. Tínhamos um objetivo comum, sentíamos o mesmo,  percebíamo-nos e ninguém, ao contrário do mundo exterior, nos poderia julgar, avaliar ou condenar. Estávamos preparadas para revelar os nossos monstros umas às outras para que eles nunca nos pudessem vencer novamente.

Foi um momento tão poderoso e um dia tão lindo que nunca o irei esquecer. Mais de 50 mulheres unidas, fortes, positivas e prontas para enfrentar o mundo exterior.

DSC_9181.jpg

DSC_8967.jpg

A Inês até criou esta comunidade de Soul Sisters – aqui – e ali partilhamos lições, dicas, energias, histórias e amor. Toneladas de amor umas pelas outras.

Posso ainda não ser a pessoa que queria ser, mas sei que todos os dias estou a um passo de me tornar a pessoa dos meus sonhos.

Fotos da incrível fotógrafa Joana Barbino

Post a Comment